A FARJ na Festa de Apoio ao Periódico Tierra y Libertad

Federação Anarquista do Rio de Janeiro (FARJ)

A Federação Anarquista do Rio de Janeiro, através de uma delegação, esteve presente na festa de apoio ao periódico da Federação Anarquista Ibérica (FAI), o Tierra y Libertad, que aconteceu no dia 13 de dezembro de 2003, no prédio onde se encontram, além da Fundação Anselmo Lorenzo (FAL), alguns sindicatos ligados a CNT/AIT e um Jardim de Infância com proposta pedagógica libertária, no bairro de Villaverde, em Madrid.

A primeira parte da festa aconteceu com um grande almoço de confraternização, do qual participaram diversos militantes e simpatizantes do periódico e das organizações acima referidas. O cardápio, “politicamente correto”, contou com diversas iguarias da culinária vegetariana ou, se quisermos atualizar o termo, vegan. Em pouco tempo, após o anúncio do início da refeição, o amplo salão do andar térreo da FAL estava totalmente tomado pelos participantes do colóquio gastronômico.

A segunda parte da maratona festiva do TyL foi ocupada por uma exposição oral do delegado da FARJ, na qual foram, ampla e detalhadamente, apresentadas as questões relativas ao anarquismo no Brasil, em particular ao panorama do Rio de Janeiro, e os trabalhos desenvolvidos pela Federação, nos seus mais variados aspectos. O interesse da assistência fez com que o debate, após a abertura para as perguntas, escapasse para muito além do horário pretendido. Um dado importante, e digno de ser salientado, foi a presença do companheiro português ligado ao periódico A Batalha, Manuel Vieira que, com jocosidade e bom humor, fez breves comentários sobre a atualidade no movimento anarquista em Portugal.

No período da noite, em observância da tradição, o evento foi encerrado por um concerto do qual participaram diversas bandas. A atividade varou o horário das 24h e contou, nos seus estertores, com a colaboração inesperada de alguns talentos que, motivados pelo “néctar de Dionísio”, expuseram no palco todo um talento reprimido pela modéstia e timidez dos dias vulgares. Realmente um momento único de puro deleite libertário.

O delegado da FARJ, por conveniência do local e da data, estreitou suas relações com o Grupo Albatroz, que atua na FAI, com os diversos sindicatos ligados à CNT, de Villaverde e Tirso de Molina, com os companheiros da Cruz Negra do Ateneu Libertário de Leganés e diversas individualidades que auxiliam na administração e organização da Fundação Anselmo Lorenzo.

Um fato interessante e muito enriquecedor foi o encontro, no domingo, 14 de dezembro, na Praça Tirso de Molina, com um velho militante integrado às Juventudes Libertárias, em 1934, de nome Jesus Muelas. Este companheiro, apesar de uma enfermidade que lhe devora as entranhas, dava exemplos impressionantes de jovialidade e persistência militante. Firme, do alto de seus mais de 80 anos, depois de ter passado a experiência dos campos de concentração em França, falava de anarquismo e de sua vida como quem não poderia dissociar uma coisa da outra. Impressionante testemunho de coerência e tranquilidade dado a quem por interesse ou sensibilidade quisesse parar e escutar o simpático e modesto palestrante. Naquela manhã madrilenha fria e nublada, Muelas era uma fogueira e, em torno dele, reuniram-se os mais jovens para aquecer e embalar os seus sonhos libertários. As palavras de Muelas eram o combustível, a chama… a imaginação de quem estava presente naquele local e hora.

 

Salud companheiro Muelas, Salud aos do Tierra y Libertad!!!

 

Secretariado de Relações – FARJ

 

Be the first to start a conversation

Deixar um Comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: