Sem-terras marcham nas ruas de Rio das Ostras pela Reforma Agrária Popular

Posted on 06/09/2017

0


No dia 31/08 cerca 200 trabalhadores e trabalhadoras organizados no MST se puseram em marcha em Rio das Ostras (RJ), tendo como objetivo cobrar do INCRA as vistorias em latifúndios da Região dos Lagos. O ponto de concentração foi em frente ao Centro de Cidadania, seguindo até a UFF-RO com uma audiência pública convocada pelo MST e seus parceiros locais, sindicatos, movimento estudantil e movimentos sociais.

O INCRA enviou seus representantes, e o secretário de agricultura de Rio das Ostras também compareceu na atividade e foi colocado juntamente na mesa. Os trabalhadores e trabalhadoras colocaram então suas reivindicações de vistorias em novas áreas improdutivas e a realização da Reforma Agrária. Enquanto encaminhamentos desta audiência pública, foi organizada uma comissão com as representações de cada frente de base e marcada uma reunião para o dia 20 de setembro, além disso, o compromisso do INCRA de que as vistorias iniciarão na segunda quinzena de outubro.

A região, economicamente atrelada à indústria do petróleo, sofre com um cenário de demissões generalizadas, o que torna mais grave a situação de pobreza e miséria nas periferias de Rio das Ostras e Macaé, gerando ainda mais desigualdade social e violência. Considerando a enorme concentração de terras produtivas da região nas mãos de oligarquias políticas e empresas corruptas, a pauta da Reforma Agrária Popular, proposta do MST, torna-se ainda mais necessária. Pauta que se coloca como uma alternativa a esta crise instalada pela burguesia, em seu projeto de atacar os direitos sociais e explorar o povo cada vez mais. Mais uma vez fica evidente que é pela pressão popular organizada a classe trabalhadora pode resistir aos ataques do capital e conquistar suas reivindicações.

Segue a luta popular por Reforma Agrária.

Lutar, construir Reforma Agrária Popular!

Anúncios