A opinião pública: Alberto “Pocho” Mechoso um exemplo de luta e solidariedade

Posted on 27/12/2012

0


Montevideo, 26 de dezembro de 2012

Para a opinião pública: Alberto “Pocho” Mechoso um exemplo de luta e solidariedade

* O Ateneu do Cerro vem por meio desta dar conhecimento aos meios de comunicação, organizações sociais e sindicais, população em geral. Nesta sexta 28 de dezembro serão entregues os recém identificados restos mortais do companheiro Alberto “Pocho” Mechoso. Lutador social sequestrado e desaparecido pelo Plano Condor na Argentina em Setembro de 1976.

* Os mesmos serão entregues a seus familiares, nos concentraremos no Ateneu do Cerro, Grécia 4031, a partir das 9h, para mais tarde, às 13h, marchar até o cemitério do Cerro. *

Este companheiro, foi encontrado num tanque cheio de cimento no canal de São Fernando, junto a mais uma dezena de lutadores assassinados, entre eles uma mulher grávida. Confirma-se mais uma vez que o que o nosso povo tem denunciado reiterada e incansavelmente. O terrorismo de Estado, seus executores, todo um andaime reprodutor da miséria e garrote para os de baixo se pôs em marcha, querendo aniquilar a resistência, as justas lutas, os desejos de liberdade, os sonhos e esperanças de uma vida digna. Tem sido sistemáticas as tentativas de que não nos esqueceremos e ainda assim nosso povo tem continuado e continuará lutando incansavelmente, resistindo a impunidade de ontem e de hoje.

“Pocho” foi um homem de bairro, trabalhador do Frigorífico, digno representante do melhor da cultura trabalhadora do Cerro e de “La Teja”, do melhor dos valores de nossa classe, solidariedade, resistência, luta, capaz de se comover frente a injustiça e o atropelo. Não duvidou um segundo por se entregar inteiramente por sua causa, a causa dos de baixo. É em nome de nosso querido companheiro Alberto “Pocho” Mechoso, de sua rebeldia, de seu ódio a injustiça, seu amor aos de baixo, de sua entrega humilde e apaixonada a causa libertária, de seu pertencimento a um povo que não claudicou, é que devemos recordar e manter viva a memória de todos aqueles que lutaram por um mundo de liberdade e justiça.

Até encontrarmos todos, * “Não são só memória* São uma vida aberta”****

* Sexta, 28 de dezembro nos concentraremos as 9h no Ateneu do Cerro, Grecia 4031, marchando as 13h até o cemitério do Cerro.

Ni olvido ni perdón Arriba los que luchan

Nem esquecimento nem perdão. Avante os que lutam!

* ATENEU DO CERRO

Tradução: FARJ.

http://federacionanarquistauruguaya.com.uy/2012/07/24/publicaciones-alberto-pocho-mechoso/